Santo André, * *

Sindserv participa de reunião da Confetam-CUT para fortalecer lutas em defesa do servidores e do serviço público
Dirigentes debatem nesta sexta-feira, (3/6), a formação dos Comitês de Luta e das Brigadas Digitais

Por: Viviane Barbosa, da Redação do Sindserv Santo André com Thiago Marinho, da Confetam-CUT
Publicação: 03/06/2022

Imagem de Sindserv participa de reunião da Confetam-CUT para fortalecer lutas em defesa do servidores e do serviço público

O professor,Rodrigo Gomes, diretor de base do Sindserv Santo André, participa da reunião da Confetam. Foto: Thiago Marinho, da Confetam-CUT

A Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT), que reúne dirigentes de sindicatos e federações filiadas de todo o país, está realizando em São Paulo reunião da Direção Nacional Ampliada.

O evento começou na quinta-feira, (2/5), e termina nesta sexta-feira e acontece no centro de Formação do Sindicato dos Servidores Municipais de São Paulo (Sindsep-SP). 

A diretora do Sindserv Santo André, a professora Mirvane Dias, e o diretor, o professor Rodrigo Gomes estão participando dos debates.

No primeiro dia, os dirigentes dos sindicatos municipais debateram sobre a conjuntura econômica e social do país, que tem piorado nos últimos anos com o governo Bolsonaro. "Quando eu falava, a uns anos atrás, que a situação estava ruim e podia piorar ninguém acreditava. Hoje estamos vivendo o pior governo de todos os tempos. Nós, os municipais, temos que nos unir mais ainda, para darmos força uns aos outros, pois a uberização já acontece no serviço público e precisamos combater esse tipo de ação de precarização da categoria”, disse Graça Costa, servidora pública no Ceará, e diretora licenciada da CUT.  

O diretor técnico do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócioeconômico),  Victor Pagani, alertou que já está acontecendo uma quebradeira geral em um quadro muito preocupante que está prejudicando todas as categorias de trabalhadores. “É fundamental pensar e buscar preservação da saúde, do emprego e da renda dos trabalhadores”, declarou.

Nesta sexta-feira, último dia da reunião nacional, os dirigentes falam sobre a formação dos Luta em Defesa da Classe Trabalhadora, pela Vida e Democracia e da criação das Brigadas Digitais, que são ações estratégias da CUT que buscam ampliar a organização, a representatividade e a força política e social do movimento sindical nas ruas e nas redes, fundamental para a obtenção de conquistas para a classe trabalhadora nas disputas deste ano e em todas as lutas que virão daqui pra frente.

O projeto Brigadas Digitais da CUT tem o objetivo de dialogar com a população diante de um Brasil desigual, com comida cara, contas altas e fome alastrada nos mais distintos rincões e periferias.

Nasce também com objetivo de combater uma série de mentiras ditas por Jair Bolsonaro (PL), desde o dia de sua posse como presidente. Para se ter uma ideia, até 27 de maio, segundo levantamento do site ‘Aos Fatos’, o presidente da República já soma 5.457 declarações falsas ou distorcidas, em 1.242 dias à frente do país.



Na tela à direita, a professora e diretora do Sindserv Santo André, Mirvane Dias, participa da reunião de forma on-line

 




Comunicação e Imprensa do SindServ Santo André
Agência: Mídia Consulte Comunicação & Marketing
Fone: 55 + (11) 9+6948-7446
Editora e Assessora de Imprensa: Viviane Barbosa MTB 28121
Redação: jornalismo@midiaconsulte.com.br

Mídia

Facebook

Galeria de Fotos

Professoras e professores de Santo André protestam nas redes contra violência na sala de sala no dia 15 de junho de 2022